© Copyright RPM 2018 - Todos os direitos reservados

Promoções em Redes Sociais

Criado: 26 Jun 2018

Estamos vivendo um momento de transformação muito grande, não apenas na tecnologia, mas de como isso proporciona uma mudança de cultura, na forma de fazer negócios e de consumir. E não foram só os produtos que mudaram, o comportamento do consumidor mudou totalmente.

A mídia digital é o que mais cresce no momento, mas é preciso entender onde seu consumidor está no mundo digital.

O brasileiro é um dos maiores consumidores de redes sociais. São horas mensais navegando, buscando e trocando experiências, então é hora de fazer ações promocionais também neste meio buscando mais qualidade e informação na troca com o consumidor.


Instagram, WhatsApp, Facebook

Ações nesta modalidade e nestes meios transitavam em uma área cinza e que, até pouco tempo, carecia de embasamento técnico e jurídico para sua sustentação e legalidade. Agora, o cenário é outro.


A Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal incluiu em sua regulamentação tópico que regula a realização de promoções em Redes Sociais, e seus principais players. Até então, o uso de seus canais como meio para promoções comerciais era expressamente proibido por estas plataformas, até que alteraram seus guide lines para que, desde que respeitando as regras, fossem utilizadas para realização destas ações.

No bloco de perguntas frequentes de distribuição gratuita de prêmios da CEF, encontramos uma questão dedicada:

●  É possível a realização de promoções nas Redes Sociais?
●  Sim. Desde que sejam cumpridas as seguintes condições:
●  As disposições da Lei, já aplicadas aos ambientes eletrônicos (internet), sejam observadas;
●  As guide lines das redes sociais sejam respeitadas;
●  Seja apresentado laudo de auditoria e memorial descritivo;
●  Seja prevista contingência, para o caso de a rede social sair do ar.

Em seguida, a CAIXA vai avaliar a mecânica proposta.

Isto abre espaço para o desenvolvimento e incremento, com segurança jurídica, de modalidades promocionais que se aproveitem do enorme uso cotidiano dos brasileiros das Redes Sociais.

Na prática

Essas mudanças representam um estímulo de mindset para pensarmos promoção de forma menos tradicional e buscando inúmeras possibilidades.
Foi assim que integramos o uso do Whatsapp em nossas promoções. E, desde a implementação, foram cerca de 60 campanhas que, somado à nossa experiência e a forma como usamos a tecnologia, ganharam novo ritmo e eficiência na mecânica de participação.
Com o Instagram não foi diferente e pudemos pensar em ótimas soluções como foi no caso da promoção “Eu quero Tic Tac”. Simples assim: uma interação com a marca no instagram possibilitava que o usuário concorresse aos prêmios.

Tecnologia

Contudo, a regulamentação é só o início. A integração com estas plataformas exige uma excelente estrutura técnica para captura, coleta, armazenamento e auditagem destas participações. São promoções de grande complexidade tecnológica e expertise para que os processos sejam automatizados e auditáveis, evitando-se questionamentos e demandas futuras. Afinal de contas, não tem como buscar novas mecânicas tentando adequá-la a um modelo ultrapassado. Os modelos é que se adaptam às mudanças. O regulamento, como já dito anteriormente, deve prever toda a dinâmica.

Além disso, o pleno conhecimento dos hábitos do consumidor é que determinam a efetividade da ação. Seu público-alvo utiliza Instagram? Ou quem sabe ele interaja mais pelo Whatsapp? Cabe dizer que é fortemente não recomendado querer que o participante forneça inúmeras informações por estas plataformas. Afinal de contas, você não pode esquecer: promoção tem que ser fácil!

São milhões de usuários que se conectam diariamente em suas redes, compartilham experiências e expectativas. Por isso, não perca esta oportunidade de também impulsionar sua marca e/ou produto com estas novas possibilidades de conexão.

Gostou do conteúdo?
Esperamos que ele te ajude a alcançar o sucesso. Não deixe de conferir todas as nossas dicas no blog da RPM. E, se for fazer promoção, conte com a gente!
Ah e aqui você encontra muito mais: rpm.com.br/blog.html

Top